Conecte-se com a gente

Cultura

10 músicas indispensáveis em francês canadense

Mais que Celine Dion, a música québecois é rica e diversa. O Québec em Foco preparou essa lista com 10 músicas indispensáveis no francês canadense.

Avatar

Publicado

em

Um fone de ouvido da beats com um celular tocando músicas

Celine! Celine!

Calma, calma imigrante quase québecois, Celine Dion é sim patrimônio québecois, mas nem só da Reine vivem os ouvidos dos québequenses. Le chansonnier francophone de la Belle Province é bem mais rico.

O Québec em Foco preparou uma lista com 10 músicas pra você praticar seu francês canadense. Mais alguma sugestão? Deixa nos comentários.

1. L’Amérique Pleure – Les Cowboys Fringants

Essa música estourou nas paradas de sucesso do Québec em 2020-2021. O título significa “A América Chora” e conta a história de um caminhoneiro em suas viagens pela América do Norte, contando sobre os acidentes, os crimes, a falta de respeito pela vida/morte, a pressa etc. Além de emocionante, a sua letra nos faz refletir sobre esta realidade.

2. Dégénérations – Mes Aïeux

O grupo Mes Aïeux (Meus ancestrais) está ativo em Québec desde 1996. “Dégénération” (degenerar, deteriorar) é uma de suas músicas mais famosas. Ela conta a diferença entre as diversas gerações até chegar na do ouvinte atual. Trata de temas como dívidas, ter um espaço só seu, viver na cidade, aborto, solidão e entretenimento.

3. Coton Ouaté – Bleu Jeans Bleu

Essa é chiclete, já vou te avisando. E é muito, muito legal. Muito conhecida no Québec, Coton Ouaté significa moletom, isso mesmo, a peça de roupa. A música é basicamente um cara falando sobre como ele se veste. Ao se levantar, ele olha pela janela e vê quem tá passando. Ao passar um transeunte, ele pergunta: “Heille! Fais-tu frette? T’es-tu ben dans ton coton ouaté?” Não entendeu nada, né? Tradução livre: “Hei! Tá um baita frio? Tu tá bem no teu moletom?”

4. Tassez-vous de d’là

No maior estilo reggae, Les Colocs (os colocatários) faz uma música tocante que mistura o francês québecois com o Wolof, língua falada principalmente no Senegal, Gâmbia e Mauritânia. A parte em Wolof foi escrita pelo senegalês imigrante El Hadji Diouf. Em 1999, ganhou o prêmio de melhor música do ano. Tassez-vous de d’là significa algo como “Saia do [meu] caminho” e conta a história de dois amigos onde um deles se desculpa por ter fugido quando o outro teve uma overdose.

5. La Rue Principale – Les Colocs

Outra dos Les Colocs, “A Rua Principal” (La Rue Principale) é uma música divertida que conta a história de um cara que fala da sua pequena cidade. Quando ele volta pra lá o progresso tinha tudo mudado, sobretudo a partir da construção do “Centre d’Achat“, ou seja, um Shopping Center.

6. Montréal – Ian Kelly

Essa música folk é pros nostálgicos, pros que tem saudade de Montréal. Dispensa comentários.

7. Saskatchewan – Les Trois Accords

Que diabos a província central de Saskatchewan tá fazendo numa playlist de músicas québecas? Essa é daquelas pra você cantar o refrão bem alto no carro, com os vidros abertos – no verão e sozinho, tá?

8. J’t’aime comme un fou – Robert Charlebois

Essa é das antigas. Se você tivesse nascido aqui, seus pais ou seus avós certamente teriam dançado nas baladas da época. O título significa “Eu te amo como um louco”.

9. Je chante pour eux – Étienne Drapeau

Outro sucesso recente no Québec, Je chante pour eux (Eu canto para eles), é uma música que homenageia os antepassados do cantor, o povo québecois e sua história. No refrão, Étienne Drapeau diz: “eu canto por aqueles que construíram tudo o que temos hoje, eu canto para aqueles que foram esquecidos, no fundo das minas e dos canteiros.”

“Je chante pour ceux qui ont bâti
Tout c’que nous avons aujourd’hui
J’chante pour ceux qu’on a oublié
Au fond des mines et des chantiers”

10. Gens du Pays – Gilles Vigneault

Essa música é preciosa para grande parte dos Québecois. É mais que um clássico, é verdadeiro hino do Québec. Muito popular nas festas de Saint-Jean, a música tornou-se um símbolo do movimento pela independência do Québec. “Gens du pays” significa “Pessoas do País”.

E aí, gostou da nossa lista (pessoal) de músicas québequenses indispensáveis ? Conhece outra? Então nos ajude a fazê-la chegar a quem aprecia a cultura e o francês do Québec. Mande pra gente nos comentários que teremos o prazer de incluí-la numa Lista 2.0. Combinado?

William é brasileiro, nascido na cidade de Feliz, no interior do Rio Grande do Sul. Mora em Québec desde 2019 e é um aficcionado por história. Com formação na área de tecnologia e de línguas antigas, é o apresentador do canal Québec em Foco no YouTube e também do Café com História do podcast Conexão Québec.

Anúncio
Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.