A “Opération Nez Rouge”
Compartilhar:

ATUALIZAÇÃO (21/12/2021 21:46): Por ocasião do aumento dos casos da nova variante Ômicron em Québec e o endurecimento das medidas sanitárias conforme anunciado pelo governo no final da semana passada e no início dessa semana, a Opération Nez Rouge anunciou hoje que suas operações estão canceladas para o ano de 2021.

Em 1984, o então professor de matemática e técnico da equipe de natação da Universidade Laval, em Québec, Jean-Marie De Koninck, queimava os seus neurônios pensando em como arrecadar fundos para viabilizar a sua ideia de financiar bolsas de estudo para os alunos da Universidade.

No final de setembro daquele ano, o nosso amigo Jean-Marie estava dirigindo quando ouviu na rádio o repórter falar das estatísticas sobre os graves acidentes de trânsito que ocorriam todos os anos na província. Daquela avalanche de informações, uma ficou gravada em sua memória: mais de 50% dos acidentes fatais eram causados ​​por motoristas que exageravam no álcool.

Na continuação da matéria, o dono de um bar contou que seus clientes, às três da manhã, mesmo estando mamados, não queriam voltar pra casa de jeito nenhum e deixar seus carros estacionados no bar.

Fiat lux na cabeça do Prof. Jean-Marie. Eureka!

E se eu falasse com minha equipe de nadadores pra gente se organizar e oferecer aos pinguços de fim de ano de levá-los pra casa em total segurança e nos seus próprios carros? Eles poderão, se quiserem, fazer doações pra nossa campanha, mas tudo será voluntario.

Os 25 atletas toparam na hora e em colaboração com a Polícia da Cidade de Quebec e com a estação de rádio CHRC, a primeira “Opération Nez Rouge” (Operação Nariz Vermelho) foi lançada no dia 13 de dezembro de 1984.

Quer dizer, de uma ideia pra arrecadar fundos para subvencionar os alunos da universidade, nasceu uma magnifica campanha de segurança no trânsito (sécurité routière) que ocorre todos os invernos durante as festas de final de ano, mas cujos benefícios são sentidos ao longo de todo o ano.

Ne conduisez pas si vos facultés sont affaiblies

O lema da Opération Nez Rouge é baseado numa abordagem não-crítica e bem-humorada que não encoraja quem bebe álcool ou usa qualquer outra substância tóxica, mas também não o condena: Não dirija se sua capacidade de discernimento estiver prejudicada (tradução livre).

Só tem em Québec?

Sabe que não? Afinal, o que é bom tem mais é que viralizar.

Hoje, a Opération Nez Rouge ou Operation Red Nose’s está em mais de 100 comunidades espalhadas por todo o Canadá, das Provinces de l’Atlantique (Províncias do Atlântico), como New Brunswick, na costa leste, passando pelas do Centre (Centro), com Québec e Ontario, das Praieries (Pradarias), com Manitoba, Saskatchewan e Alberta, chegando até a British Columbia, na Côte Ouest (Costa Oste) canadense.

Sem quaisquer fins lucrativos, a Opération Nez Rouge promove a adoção de um comportamento responsável dos motoristas visando prevenir acidentes de trânsito resultantes do uso de drogas, pouco importando qual esta seja (prévenir la conduite avec les facultés affaiblies), ao mesmo tempo em que faz uma campanha de sociofinanciamento que beneficia organismos ligados à juventude e ao esporte amador, levando e transmitindo a sua mensagem até escolas e empresas por meio de diversos programas de conscientização, responsabilidade e segurança no trânsito, como La tournée Party sans Déraper ou ainda C’est notre tournée!.

Nez Rouge – Divulgação – operationnezrouge.com De retorno para seus retornos.

O Québec em Foco contatou a Sra. Marilyn Vigneault, Diretora de Comunicações e Marketing (Directrice communications et marketing) da Opération Nez Rouge!, que gentilmente nos esclareceu inúmeras dúvidas (a entrevista foi realizada em francês e abaixo segue a tradução do conteúdo feita por nós):

  1. QF: Há várias maneiras de participar: motorista (chauffeur), internamente (à l’interne), escolta motorizada ( l’escorte motorisé) e como parceiro. A senhora poderia nos precisar um pouco mais, principalmente sobre como funciona a escolta motorizada e o parceiro?

Mme. Vigneault: São várias as opções de voluntariado junto à Opération Nez Rouge. Temos nossas equipes que cuidam dos acompanhamentos. Elas são constituídas por 3 voluntários (bénévoles):

  1. O motorista (chauffeur), que tem como papel conduzir o veículo do cliente;
  2. O parceiro (partenaire), que acompanha o motorista e o cliente no carro do cliente;
  3. A escolta motorizada (L’escorte motorisée), que é a pessoa que utiliza seu próprio veículo para conduzir o motorista e o parceiro ao endereço do cliente.

Em seguida há também a possibilidade de voluntariado interno. Esses são voluntários que trabalham dentro da central de coordenação. Os postos de trabalho cobre domínios bem variados tais como a telefonia, divisão de chamadas, recepção e formação de voluntários. É digno de nota que essas opções variam de uma central à outra.

  • QF: A inscrição é feita online? Por ligação telefônica? O formulário de inscrição está sempre disponível?

Mme. Vigneault: Para ser voluntário na Opération Nez Rouge, é obrigatório o preenchimento do formulário de inscrição – pouco importando o posto desejado (quer para ser voluntário nas ruas quer na central). Essas são as diferentes opções para se inscrever na Opération Nez Rouge como voluntário:

  1. Acessando o nosso site (https://www.operationnezrouge.com/fr/s-inscrire-comme-benevole), você pode indicar a região na qual você deseja ser voluntário (atenção, não são todas as centrais que estarão operando em 2021) e você poderá a seguir completar seu formulário de inscrição online. É digno de nota que o formulário deverá ser impresso e assinado para completar o processo de inscrição. As diferentes etapas à seguir estão bem indicadas e são fáceis de se seguir:
    1. É possível acessar diretamente o formulário de inscrição em formato PDF para imprimir e completar à mão. Você encontrará o endereço do formulário PDF de cada região ao acessar o site  https://www.operationnezrouge.com/fr/regions-en-activite e clicar na região de sua escolha.
    2. Através do APP mobile Nez Rouge, disponível para dispositivos Apple e Android, o qual permite que você envie uma foto do formulário assinado.
    3. Na maioria das centrais, você pode se apresentar e fazer a inscrição no local.
  • QF: O custo da gasolina é assumido pelo(a) voluntário(a)?

Mme. Vigneault: Cada região é responsável pela gestão do reembolso de combustível; Algumas regiões são capazes de oferecer cartões-presente (cartes-cadeaux) em uma loja de conveniência (station-service), outras um reembolso de uma parte dos gastos em dinheiro. Para saber mais, consulte sua região para saber dos detalhes de funcionamento.

  • QF: Agora sobre a dinâmica do acompanhamento e a segurança dos voluntários na estrada. No site encontramos a seguinte informação: “une équipe de bénévoles qui raccompagne“. Isso quer dizer que há mais de uma pessoa que vai acompanhar o cliente?

Mme. Vigneault: As equipes de acompanhamento são compostas de 3 voluntários – o motorista, o parceiro e a escolta motorizada.

  • QF: É possível ter somente um voluntário acompanhando?

Mme. Vigneault: Mesmo que as equipes de acompanhamento sejam compostas de 3 voluntários, é possível se inscrever na Opération Nez Rouge mesmo que você esteja só ou em 2 pessoas. A central irá se assegurar de juntar os voluntários para que possam formar equipes de 3 pessoas.

  • QF: O(a) voluntário pode acompanhar mais de uma pessoa por vez no mesmo carro?

Mme. Vigneault: Certamente. O importante é que o(a) dono(a) do veículo esteja presente durante todo o acompanhamento. É possível acompanhar mais de uma pessoa e a mais de um endereço se desejado.

  • QF: A COVID… Quais são as medidas sanitárias preventivas para os voluntários e para as pessoas acompanhadas (os “clientes”)?

Mme. Vigneault: A segurança dos voluntários e das pessoas acompanhadas é uma prioridade para a Opération Nez Rouge. Por isso, um guia de medidas sanitárias foi posto em vigor em colaboração com a Saúde Pública. Entre elas estão:

  1. Porte de máscara na central e nos veículos tanto para os voluntários quanto para as pessoas que serão acompanhadas;
  2. Desinfecção frequente das mãos e superfícies;
  3. Os voluntários devem apresentar um passaporte de vacinação válido;
  4. Validação da presença de sintomas ligados à COVID-19, tanto para os voluntários quanto para as pessoas acompanhadas;
  • QF: O Passaporte de Vacinação será exigido para a pessoa acompanhada (cliente)?

Mme. Vigneault: As pessoas acompanhadas (cliente) não terão que apresentar o Passaporte de Vacinação para utilizar os serviços da Opération Nez Rouge. As medidas sanitárias foram julgadas mais do que suficientes pela Saúde Pública. Nós não queríamos ter que adicionar mais essa tarefa sofre os ombros dos nossos voluntários [se referindo à verificação do Passaporte de Vacinação de cada ‘cliente’]. É digno de nota que muitas das ligações que recebemos provém de restaurantes ou bares onde essas pessoas já terão apresentado seu Passaporte de Vacinação.

  • QF: As doações são facultativas; No entanto, é possível ter uma ideia do valor médio?

Mme. Vigneault: Em cada região uma Organização sem Fins Lucrativos organiza e coordena a Opération Nez Rouge no seu território. Todos esses organismos tem uma missão ligada com o esporte amador ou à juventude. Para conhecer os detalhes de cada região é possível acessar o site: https://www.operationnezrouge.com/fr/ou-vont-vos-dons. Dessa forma, cada doação dada pelas pessoas acompanhadas vai diretamente para a organização que cuida da Opération Nez Rouge na região em questão.

  • QF: Como são feitas as doações? Dinheiro? Cartão?

Mme. Vigneault: As doações podem ser feitas em dinheiro. Algumas regiões oferecem também a possibilidade de doações online.

QF: Quais são as datas em que a Opération Nez Rouge está em vigor?

Mme. Vigneault: Em novembro, nos dias 26 e 27; Em dezembro: 2-4; 9-11; 16-18; 23-25 e 30 e 31.

Vale lembrar que cada região tem datas e horários de abertura diferentes. Por isso eu aconselho a consultar nosso site para poder se planejar antecipadamente: https://www.operationnezrouge.com/fr/regions-en-activite


Agora você deve estar se perguntando:

  • Muito show esta campanha, mas vem cá, vocês falaram de tudo, menos do porquê do tal do Nariz Vermelho. Será que tem a ver com os manguaceiros ficarem avermelhados de tanta cana? Ou será que é friozinho nórdico que congela o pobre do nariz até ele gangrenar e cair?

Tá bom, vamos explicar, mas antes, que tal responder o nosso Quiz: Quantas renas tem o trenó do Papai Noel?

  1. 6
  2. 5
  3. 10
  4. 8
  5. 4

Pois é, a lógica manda escolhermos um número par. Afinal, ninguém quer um acidente por conta de um trenó mal alinhado e balanceado, né não? Porém, a resposta é 9 renas. Não acredita? Então vamos à explicação.

Até 1939, o trenó do bom velhinho era puxado por oito renas, conforme descrito no poema anônimo « A Visit from St. Nicholas », também conhecido como « The Night Before Christmas » (« La veille de Noël »), de 1823.

Quer saber os nomes das renas?

InglêsFrancêsPortuguêsPersonalidade de cada rena
DasherTornadeCorredoraDasher, a primeira rena do trenó, era chamada de “Corredora” ou a Usain Bont da Lapônia. Aposentada pelo INSS do Polo Norte, topou ganhar um “prime” e trabalhar em tempo parcial pra minimizar a carência de mão de obra.
DancerDanseuseDançarinaA « Dançarina », famosa por sua graciosidade, é a segunda do trenó. Quase tão rápida quanto Dasher, obsessiva com horários, nunca deixou o Noel se atrasar. Porém, dizem as mas línguas que ela atormenta o velhinho da hora que eles saem até a hora que eles voltam.
PrancerFurieEmpinadoraPrancer é a rena mais poderosa. Justamente por ser tão forte, é chamada de “Empinadora” fazendo com que o trenó suba rapidamente. Faz canoagem no inverno e malha na Econofitness da Pyramide. Dizem que foi pega no antidoping, mas isso nunca foi comprovado.
VixenFringant (pt.arrojado)RaposaCheia de estilo, Vixen é a quarta rena. Bonita e elegante, é conhecida como a “Raposa”, mas, por trás, dizem que ela é antipaticíssima sendo apelidada pelos detratores de « A Rena Veste Prada ».
CometComèteCometaEmbora veloz como um “Cometa”, ela é a rena queridinha das crianças. Não raro é a responsável pelos atrasos do Papai Noel pois, metidinha, voa bem devagarinho pra que os pimpolhos possam vê-la.
CupidCupidonCupido“Cupido” representa o amor e o afeto do espírito natalino, sendo a preferida dos Elfos, os ajudantes do Papai Noel. Mas segundo o programa a “Enquete”, este ‘carinho todo’ tem a ver com muita cenoura por baixo dos panos. Até pensaram numa CPI, abafada pelo Mamãe Noel.
DonnerTonnerreTrovaoÉ a rena fisiculturista do treno. Na verdade, Donner é seu apelido. O seu nome original é “Dunder”, que por sua vez vem de “Donder”, “trovão” em holandês. Faz CrossFit e toma Whey Protein com cevada vegana. Zero % de gordura. Um animal!
BlitzenÉclairRelâmpagoRápida e fulgurante, “Relâmpago” é a última do trenó. Esta proximidade com o Noel enlouquece de ciúme as demais renas. É ela quem conversa com ele sobre os endereços a serem percorridos. Foi inclusive cotada para ser a CEO do Postes Lapônia, mas a Primeiro-Ministro Trenoeau vetou a escolha por ela unilingue renolês.

Já tô até vendo a sua cara de desconfiança, achando que é Fake News este papo de “9ª rena”:

  • E a tal da rena do ‘narizinho vermelho’, hein, hein hein? Você enrola demais, devorei todas as unhas das mãos e já tô partindo pros pés…FALA LOGO…

Vamos por partes, como diria o açougueiro vegetariano:

“Rudolphe le renne au nez rouge” (Rodolfo – a rena de nariz vermelho) faz parte de uma história popular americana escrita em 1939 por Robert L. May. Em 1949, foi transformada em música, “Rudolph the Red-nosed Reindeer”, escrita por Johnny Marks.

A letra desta canção nos conta que num dia de densa névoa (brume), onde não se via um palmo à frente, o Senhor do Saco Cheio, vulgo Père Noël, preocupadíssimo com o atraso na entrega os presentes, lembrou-se da rena Rudolph. Mas por quê?

Rudolph tinha nascido com um nariz tão vermelho, mas tão vermelho que era capaz de iluminar até um buraco negro. Era tudo o que o bom velhinho precisava: um farol potente e movida a eco-combustível (cenouras e grama) para guia-lo no meio daquele nevoeiro todo (brouillard).

Fontes e Referências

Site Opération Nez Rouge

https://fr.wikipedia.org/wiki/Rudolphe_le_renne_au_nez_rouge

Traduction Rudolph, The Red-Nosed Reindeer – DEAN MARTIN (greatsong.net)

https://fr.wikipedia.org/wiki/Rennes_du_p%C3%A8re_No%C3%ABl

https://ici.radio-canada.ca/nouvelle/1074156/traineau-pere-noel-ciel-rennes-femelles-fetes

https://www.elfisanta.com.br/blog/qual-o-nome-das-renas-do-papai-noel.html

https://www.sciencesetavenir.fr/nature-environnement/pourquoi-rodolphe-le-renne-a-le-nez-rouge_9436

https://www.futura-sciences.com/planete/actualites/animaux-nez-renne-rudolph-il-rouge-69666/

Autor

  • Como diz a Mocidade, "sonhar não custa nada [e] o meu sonho é tão real..." Sou um resiliente imigrante commis pra toda obra. Não rir e não tomar sustos são meus maiores desafios. Se creio em algo? Sim, em você, ser humano. Defeitos? Só um, ser flamenguista. Não é defeito? Então sou a perfeição em forma de Fábio! Faça o bem, não importa como, quando, onde e a quem. Apenas faça o bem.

Compartilhar:

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.